HomeBlog
7 dicas para criar um vídeo de introdução à sua proposta de negócio

7 dicas para criar um vídeo de introdução à sua proposta de negócio

Comece grátis
Tabela de conteúdo:
Crédito da imagem: Freepik

Como você pode apresentar sua empresa para inúmeros clientes em potencial e se destacar? Com tantas ferramentas disponíveis, os vídeos de introdução estão entre os mais eficazes. Eles dão às pessoas uma ideia do que sua empresa faz e como isso pode beneficiá-las.

Os vídeos de introdução são uma ótima maneira de informar o público sobre seu negócio sem escrever textos ou e-mails longos explicando o que você faz. Eles são rápidos, informativos e envolventes. Se bem feitos, eles podem fazer com que os espectadores se interessem pelo que você tem a oferecer imediatamente. Eles também podem fortalecer seus relacionamentos com os clientes, o que pode render bastante.

No entanto, você deve se preocupar com regras específicas para evitar ser muito intrusivo e promocional. Este artigo demonstrará como criar um vídeo de introdução para sua empresa. Discutiremos quais elementos incluir em seu vídeo e como usá-los de forma eficaz. Continue lendo para saber mais.

O que inclui um vídeo de apresentação da empresa?

O marketing de vídeo tornou-se uma ferramenta poderosa para alcançar os objetivos de negócios. Ele pode responder à pergunta de como aumentar a taxa de conversão no comércio eletrônico e outras esferas. De acordo com 91% dos entrevistados na pesquisa da Wyzowl, o marketing de vídeo aumentou o tráfego de seu site. Deixe o vídeo falar por você, por exemplo:

  • descrever a cultura da empresa;
  • Fornecer o lema da marca;
  • Discuta suas crenças e objetivos, entre outras coisas.

1. Proposta de venda única

Antes de escrever um script para o vídeo, defina sua proposta de venda exclusiva (USP). Você deve mencioná-lo no início do seu clipe, porque ele vai chamar a atenção e diferenciá-lo de seus rivais.

Como você pode determinar sua USP? Considere como seu serviço difere de empresas semelhantes, se ele tem características distintas e se você pode oferecer resultados mais rápidos ou melhores do que seus concorrentes. Observe que as seguintes coisas não são USP:

  • 10% de desconto;
  • frete grátis;
  • suporte ao cliente ininterrupto;
  • uma política de devolução flexível;
  • uma cópia de cabeçalho na sua página inicial.

Veja o exemplo do que faz uma USP forte. A Pipcorn vende pipoca pré-estourada, um produto difundido e com muitos concorrentes. No entanto, sua proposta de venda única é o foco em benefícios e ingredientes para a saúde. Podemos vê-lo a partir de palavras como:

  • sem glúten;
  • vegano;
  • não-OGM;
  • herança;
  • cereais integrais.
Captura de tela feita no site oficial do Pipcorn

Dica profissional: use gráficos atraentes, visuais cativantes e linguagem persuasiva para transmitir sua mensagem.

2. Informações sobre a Empresa: Localização e Equipe

O ambiente em que sua empresa atua pode ter um grande impacto na impressão que você causa em potenciais clientes. Suponha que você ajude uma comunidade local e queira que os outros saibam sobre isso. Assim, a área local e sua influência nela podem ser o assunto principal do seu vídeo corporativo. Demonstre como sua localização influencia como você conduz os negócios e qual impacto você tem sobre eles em troca.

É o caso da Coca-Cola. Ele não usa uma locução no vídeo, mas apresenta uma música de fundo inspiradora com texto sobre o videoclipe. Mostra sua contribuição para diversas comunidades e esforços para alcançar a sustentabilidade.

Você também pode falar sobre sua equipe. Os clientes querem ver humanos por trás da marca. Portanto, seu vídeo pode mostrar as pessoas que contribuem para o sucesso do seu negócio.

3. Histórias de Sucesso

Compartilhar exemplos reais de como sua solução ajudou outros clientes pode ser uma maneira poderosa de construir credibilidade e demonstrar a eficácia de sua proposta. Adicione uma história de sucesso ou depoimento porque a prova social é mais valiosa para o público do que os comerciais. Ter outra pessoa dizendo coisas positivas sobre você soará mais natural do que fazer isso sozinho. Um cliente ou usuário satisfeito pode expressar opiniões autênticas.

Depois de ouvir esses clientes existentes, eles podem se sentir mais conectados a você. Assim, uma história de sucesso pode estabelecer conexões mais profundas, levando a mais vendas.

A Tesla demonstra que usar palavras para descrever os sentimentos do cliente não é necessário. Podemos ver as emoções genuínas das pessoas sentadas no carro da Tesla no final do vídeo. Este vídeo é tão impressionante, graças ao seu enredo, música e transições, que faz você querer comprar o carro imediatamente!


4. Valores e História

Sua empresa certamente tem uma história para contar. Empregue o storytelling para descrever como você começou, onde está agora e seus planos. Os valores da sua organização demonstram o que mais importa para você como empresa e como você quer ser percebido.

Descreva seus objetivos e missão. A combinação de todos esses fatores pode persuadir o público a acreditar na sua empresa e em seus produtos. Falar sobre a missão da marca também é um método maravilhoso para atrair jovens talentos ávidos por contribuir com seu patrimônio. Um exemplo vívido de storytelling em um vídeo de apresentação da empresa é a Adidas. Ele retrata a pessoa por trás da marca, Adi Dassler, sua motivação e seus objetivos.


5. Um apelo à ação

O último componente é uma chamada para ação. Deixe todos saberem o que fazer a seguir colocando um botão CTA proeminente e clicável. Nem todo mundo vai clicar nesse botão ou link, mas tudo bem. Sua tarefa é informar aos espectadores o que fazer e o que acontecerá depois de fazê-lo. Ao contrário da publicidade na TV, um vídeo de introdução corporativo deve promover ativamente as vendas. Portanto, incentive os espectadores a comprar agora, agendar uma chamada ou visitar o site, dependendo de seus objetivos.


Vídeo de Introdução a 7 Ideias para uma Proposta de Negócios


1. Concentre-se em seus clientes

Mesmo que seja um vídeo de introdução corporativa, coloque os clientes e seus problemas em primeiro lugar. Em vez de descrever o quão fantástico é o seu negócio, fale sobre os problemas dos clientes e a solução que você propõe.

Demonstre que você entende as necessidades do cliente. É aí que você precisa identificar problemas internos de seus potenciais compradores, não os superficiais. Suponha que você forneça serviços de automação de e-mail. As pessoas entram em contato com você não porque querem entregar inúmeras mensagens para todos. Eles perseguem objetivos mais importantes, tais como:

  • alcançar clientes em qualquer parte do dia;
  • aumento das vendas;
  • redução da carga de trabalho dos funcionários.

Resolva esses problemas internos para engajar os usuários e espalhar uma mensagem mais forte em todo o seu público-alvo.

2. Seja claro e fale para um público amplo

Evite terminologias específicas do setor ao tentar impressionar o comprador. Descreva os benefícios em termos que o comprador entende e usa para mantê-lo interessado e motivado. Como saber que o vídeo é fácil de ser compreendido por um público amplo? Uma das formas possíveis é mostrar o produto final para colegas de trabalho e amigos que não são da sua área. 

Dica profissional: capturas de tela, visões gerais de produtos e outras formas de visualização de ideias podem falar mil palavras. Utilize-os enquanto demonstra o valor do seu produto. É isso que a HubSpot faz em sua estratégia.


3. Lembre-se da duração do vídeo

O melhor modelo para a introdução de uma proposta de negócio são clipes curtos e rápidos. Criar vídeos muito longos é um dos erros comuns de marketing de vídeo. Lembre-se sempre que você está usando o tempo da pessoa ocupada, então ela quer que você vá direto ao ponto e forneça um motivo convincente para assistir ao restante da proposta. Mantenha-o breve — no máximo cinco minutos — já que você tem vários segundos para capturar os espectadores.

4. Use elementos de branding

Branding no contexto da criação de um vídeo de introdução para uma proposta de negócio refere-se ao estabelecimento de uma imagem única para sua empresa através de elementos visuais e verbais. É comum interpretar o branding como apenas parecer profissional. No entanto, é mais do que isso. O Branding visa entregar a USP usando componentes de suporte como logotipo, música, cores, palavras e estética geral. Veja como Booking.com emprega essa estratégia em seu vídeo.


5. Escolha as palavras com sabedoria

Pode ser tentador exagerar suas conquistas. Mas se você almeja o crescimento a longo prazo, você deve trabalhar duro para construir credibilidade. Portanto, não faça promessas que você não pode apoiar. Isso pode minar a reputação conquistada a duras penas ao produzir um vídeo de introdução para sua empresa.

Evite a tentação de seduzir o público com exagero ou linguagem agressiva. Escolha instruções das quais você pode fazer backup. Estabeleça padrões razoáveis e cumpra-os.

6. Utilize ferramentas dedicadas ou peça ajuda

Mesmo que um vídeo de introdução ao negócio deva ser conciso, criá-lo pode levar tempo e esforço. O primeiro e crucial passo é escrever um roteiro para transmitir seus pensamentos. Algumas dicas práticas para desenvolver o texto incluem:

  • Certifique-se de que cada frase contenha informações vitais.
  • Corte todas as penugem e linhas que repetem os fatos já mencionados. Escreva o texto com cuidado, verifique-o várias vezes e use um verificador gramatical gratuito para ter 100% de certeza de que está correto.
  • Utilize ferramentas para agilizar esse processo. Por exemplo, o BIGVU AI pode gerar um script baseado em algumas palavras, gravar o vídeo com um teleprompter, adicionar legendas e muito mais.


7. Escolha os canais para distribuir o vídeo

Vamos supor que você tenha gravado um vídeo de apresentação de negócios. Como todos saberão disso? Em primeiro lugar, coloque-o na página inicial do seu site. Escondê-lo na página "Sobre nós" reduzirá as chances de alcançar clientes em potencial. Por que? O motivo é que as pessoas devem saber que você pode resolver seus problemas antes de ler informações sobre o negócio. Outros canais de distribuição eficazes incluem:

  • postagens em redes sociais;
  • boletins informativos por e-mail;
  • redirecionamento de anúncios, como anúncios de vídeo do Facebook.

Dica profissional: acompanhe a eficácia do vídeo com a ajuda de métricas, como o número de visualizações, compartilhamentos, comentários, taxa de cliques, etc.

Pensamentos Finais

Imagine participar de um evento de networking e entrar em uma sala cheia de estranhos. Como você pode interagir com os participantes e desenvolver relacionamentos com eles? Faça apresentações e inicie discussões para estabelecer contato e começar a construir relacionamento. O mesmo se aplica ao seu negócio.

Um vídeo de introdução pode transmitir seus valores, mostrar sua proposta e alcançar um público amplo. Vai parecer pessoal e fortalecer o relacionamento entre seu público e sua marca. No entanto, você quer que sua apresentação influencie as pessoas necessárias e sua decisão de compra. É aí que você deve se lembrar de vários aspectos do seu vídeo de introdução:

  • Você os cria para pessoas que podem não estar familiarizadas com seus produtos, ideias ou nichos inovadores. Torne-o simples, brilhante e visualmente atraente.
  • O vídeo deve ser divertido e profissional, então deixe hipérboles e chavões para comerciais de TV.
  • Incentive as pessoas a agirem colocando botões, links e CTAs relevantes.

---

Sobre o autor

Kate Parish CMO na empresa Onilab

Kate Parish é diretora de marketing da Onilab. Ela tem quase uma década de experiência na empresa e ainda é entusiasta de todos os aspectos do marketing digital. Kate vê a missão do marketing em garantir o crescimento sustentável dos negócios. Para isso, ela ajuda empresas e leitores a criar campanhas eficientes, resolver problemas comuns e aprimorar métricas cruciais do site, como conversões, taxas de rejeição e outras. 

Crie 10 vezes mais vídeos com BIGVU
Comece gratuitamente hoje!
*Sem cartão de crédito
Comece agora!